A CIDADE DAS ANDORINHAS

Na semana que passou
uma ave pequenina
planejava sua vida.

Vôo em vôo ela ía
buscar galhos e folhinhas
pra esquentar sua casinha.

E o ninho dia a dia
crescia na figueira
tão frondosa e tão bonita.

Mas o tempo mudou
e agora já não há nem ninho
nem ave, nem figueira.

Vibra o ar
que anda medroso
sem a ave que antes tinha

Voam pedras
balas, gás
e quentes granadinhas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: