Há quanto tempo – DA SÉRIE “POEMAS IMPUBLICÁVEIS”, PUBLICADO EM 2011, NAS EDIÇÕES LIVRES, POR ÁLVARO ROMÃO

há quanto tempo já não passam os senhores da guerra por aqui tudo é pazbelo paraíso da terrarrincão
este chão que tudo dá a todos que em paz no senhor em sua paz vivem
pazempaz
que paz é essa maravilha
maior que as dores do passado
maior que as amarguras todas
e que todos os desprazeres
triviais tristezas-trens de-minas
e todas as mazelas as fomes sem pai
e todas as corruptas sedes dágua
e todas as faltas e todas as sem ter
sem terra pra brotar flores que é isso de flores?
num espaço só de paz sou paz sou pó
poema sem flores
sem tristeza
nem remorso
Samarco
Vale
RefeiçãoTrabalhopuro
Puro Trabalhoé só trabalho
sem palavras pras letras que se juntam em desconceitos conceituais

adgfadiugcmadbsgvbmanhdgcyagc anbcjaguydcsghmdabsvjchgaxc acasgcyab cbacascb dcadcacv adc adj adgj

ardente
ardendo na noite
por dentro vou
arasrdsh
arte
quearte?
vai
parte sem ler
que é issoassim
que pouco e só

que isso passa
co nosco
com outros vindo e vivendo o nosso lugar
caiu
caiu

iucá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: